Em lançamento de livro, Amarc Brasil retoma debate sobre os desafios da comunicação comunitária


Da direita para a esquerda: Francesco, Pedro Monhammed, Graciela e Lígia (foto: Pulsar Brasil)

Da direita para a esquerda: Francesco, Pedro Monhammed, Graciela e Lígia (foto: Pulsar Brasil)

O lançamento do livro ‘Rádios Comunitárias em Tempos Digitais’ ocorreu na última segunda-feira (10) no auditório de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O evento contou com a presença de mais de 50 pessoas e trouxe à tona a necessidade de criação de mais espaços de diálogo com a sociedade civil sobre temas que atravessam o debate do direito à comunicação, como é o caso do espectro livre, da convergência midiática e do rádio digital.

A primeira mesa do encontro apontou ‘Os Desafios da Comunicação Comunitária no Século 21’ e teve a mediação da representante da Rede de Mulheres da Associação Mundial de Rádios Comunitárias (Amarc Brasil), Lígia Apel. Os convidados falaram sobre a conjuntura desfavorável pela qual o Brasil está passando e da necessidade urgente de fortalecer setores ligados aos direitos humanos, como os meios de comunicação comunitários.

Graciela Selaimen, representante da Fundação Ford, organização que viabilizou o projeto ‘O Futuro das Rádios Comunitárias em Tempos Digitais’ da Amarc Brasil,  destacou que a principal disputa atualmente é pelo espaço público e sobre como fortalecer as iniciativas locais para que elas tenham um impacto no âmbito global. Selaimen ressaltou também a importância de pensar em perspectivas políticas e simbólicas junto com a juventude.

Já o secretário internacional da Associação Mundial de Rádios Comunitárias (Amarc), Francesco Diasio, trouxe para o público a necessidade de se debater a questão do espectro eletromagnético como um bem comum, assim como a água e a terra. Para ele, a batalha pelo direito à frequência no espectro não será possível se não houver uma aliança com outros setores sociais, como o público e as pequenas rádios comerciais.

A mesa ainda contou com a participação do jornalista Pedro Martins, integrante do Conselho Político da Amarc Brasil e Mohammed ElHajji, do Laboratório de Estudos em Comunicação Comunitária  da UFRJ.

O livro ‘Rádios Comunitárias em Tempos Digitais’ é composto por uma coletânea de 24 artigos e entrevistas e traz para os leitores exemplos de experiências radiofônicas participativas com mídias plurais, livres e comunitárias. Em breve a versão digital da publicação estará disponível para download no site amarcemtemposdigitais.com.br. (pulsar)

Faça um comentário

20 + = 24