Em Fortaleza, motoristas e cobradores aceitam reajuste e encerram greve


(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

A greve de motoristas e cobradores de Fortaleza começou e terminou no mesmo dia. Na terça-feira (7) à tarde, a categoria reuniu-se na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Ceará (SRTE/CE), onde foi apresentada uma nova proposta.

Por meio da chefe da Seção de Relações do Trabalho, Jeritza Jucá, a superintendência indicou a oferta de um reajuste de 9 e meio por cento no salário dos trabalhadores. A reivindicação inicial dos rodoviários era 13 por cento e aumento nos benefícios, como vale-alimentação e cesta básica. O sindicato patronal oferecia 8,34 por cento.

Entre os demais pontos propostos, estão cesta básica no valor de cem reais, vale-alimentação de onze reais e redução na jornada de trabalho, com o intervalo para almoço de 30 minutos. A proposta foi aceita ontem pelos profissionais durante assembleia na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Ceará (Sintro-CE).

O  presidente da entidade, Domingos Neto destacou que a categoria teve força suficiente para arrancar no primeiro dia de greve um acordo muito importante. Durante a manhã de hoje, o sindicato realiza reuniões nos terminais de integração de ônibus para submeter a proposta aos demais trabalhadores.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus) disse, por meio de nota, que analisa a proposta apresentada pela superintendência nas empresas de ônibus associadas.  (pulsar)

 *Informações da Agência Brasil

Faça um comentário

− 3 = 3