Desemprego e juros abusivos endividam quase metade dos trabalhadores brasileiros


(foto: Agência Brasil)

Mais de 62 milhões de brasileiros estão endividados. Isso significa que quase metade da população adulta do país não consegue pagar todas as suas contas, segundo a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Dados divulgados neste mês apontam que a inadimplência dos consumidores segue alta pelo décimo primeiro mês consecutivo.

A maior parte de brasileiros com o nome sujo está na faixa etária dos 30 aos 39 anos, e somam quase 18 milhões de pessoas. Fausto Augusto Júnior, coordenador de Educação do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), avalia que o aumento de desemprego é um elemento fundamental para a compreensão desse alto numero de inadimplência. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o desemprego no país era de 12,4 por cento no segundo trimestre deste ano.

Os dados dos institutos mostram ainda que a inadimplência cresceu em todas as regiões do país e segue aumentando, principalmente, entre a população mais velha. Em comparação com o mês de agosto do ano anterior, a quantidade de indivíduos com idade de 65 a 84 anos que estão com Cadastro de Pessoa Física (CPF) restrito aumentou em 9,5 por cento e atinge mais de cinco milhões de pessoas.

Na opinião do coordenador do Dieese, isso acontece porque os idosos passam a ser responsáveis pelo sustento da família em períodos de crise socioeconômica. (pulsar/brasil de fato)

 

Faça um comentário

35 − = 34