Deputado ruralista recebe prêmio de ‘Racista do Ano’


(imagem: reprodução)

(imagem: reprodução)

A Survival International, organização que trabalha pelos direitos dos povos indígenas em todo o mundo, concedeu ao deputado federal Luiz Carlos Heinze (PP) o prêmio de ‘Racista do Ano’. Durante um discurso em novembro de 2013, o deputado ruralista, que é Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, classificou quilombolas, índios, gays e lésbicas como “tudo o que não presta”.

A Survival cita ainda o deputado Alceu Moreira (PMDB), que na mesma reunião fez discurso para estimular que agricultores usem de segurança armada para expulsar indígenas do que consideram ser suas terras.

O prêmio é em comemoração ao Dia Internacional de Luta Pela Eliminação da Discriminação Racial, reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) e celebrado no dia 21 de março. O jornal peruano Correo, que chamou indígenas de ‘selvagens’ e ‘primitivos’, e o jornal paraguaio La Nación, que comparou índios paraguaios ao câncer e os chamou de ‘sujos’, já receberam o título em anos anteriores.

Uma representação foi protocolada na Procuradoria-Geral da República (PGR) no dia 27 de fevereiro, com o pedido para que Heinze e Moreira sejam investigados por racismo e outros crimes tipificados no código penal. (pulsar/cimi)

Faça um comentário

+ 56 = 58