Delegado da PF responsável pelo inquérito de Teori Zavascki é morto em Florianópolis


Teori Zavascki. (Foto: Carlos Humberto/SCO/STF)

Teori Zavascki. (Foto: Carlos Humberto/SCO/STF)

Morreu na madrugada desta quarta-feira (31), Adriano Antonio Soares, o delegado chefe da Polícia Federal em Angra dos Reis responsável pela investigação do acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

Outro policial que estava no local, o delegado Elias Escobar, também foi morto. O suspeito de dar os tiros é um comerciante da região, que também ficou ferido e está internado no Hospital Florianópolis.

Os policiais estavam em uma casa noturna na rua Fúlvio Aducci, no bairro Estreito, região continental da capital catarinense. De acordo com a Polícia Federal, ocorreu um desentendimento entre frequentadores e o tiroteio começou por volta das duas horas da manhã. Os policiais federais não estavam em serviço.

A área do estabelecimento foi isolada. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Polícia Civil, com apoio da Polícia Federal. Ao menos outros dois homens estariam envolvidos na briga. Nenhum suspeito foi detido.

Segundo a PF, as vítimas estavam em Florianópolis participando de um curso. (pulsar/revista fórum)

Faça um comentário

+ 23 = 27