Construtura de barragem em Pernambuco bloqueia estrada utilizada por camponeses


Patrimônio histórico será alagado. (foto: engenhoverde)

Uma estrada utilizada para o escoamento da produção de centenas de camponeses de Pernambuco foi bloqueada pelo Consórcio responsável pela construção da Barragem de Serro Azul. O trecho liga as cidades de Palmares e Bonito, no sul do estado.

De acordo com informações da Comissão Pastoral da Terra (CPT), a empresa argumentou que a interrupção da via se deu pelo atraso do cronograma da obra. O Consórcio responsável pela construção da Barragem é o CMT Engenharia e Triunfo Construtora.

Ainda segundo a CPT, o bloqueio foi realizado sem aviso prévio e sem a abertura de rota alternativa. Após manifestação, um grupo de moradores se reuniu com representantes do Consórcio. Na ocasião, ficou acordado que a empresa deverá construir um novo acesso até a próxima quinta-feira (17).

Caso o compromisso não seja cumprido, estão previstos novos protestos. A CPT aponta que cerca de mil e 200 famílias de camponeses e camponesas vêm sendo afetadas desde 2011, quando começaram as obras.

A Barragem de Serro Azul será a quinta maior de Pernambuco. Entre outros imóveis que ficarão embaixo d´água, está o Casarão do Engenho Verde, construído em 1841 pelo engenheiro Louis Léger Vauthier, o mesmo que assina o Teatro Santa Isabel, da capital Recife.

O alagamento está previsto para maio. De acordo com informações do site do governo de Pernambuco, a implantação do reservatório se destina ao controle de cheias e vai operar a maior parte do tempo com apenas um terço de seu volume. (pulsar)

Faça um comentário

20 + = 25