Comissão de Direitos Humanos cria subcomissão para acompanhar questão indígena


(imagem: reprodução)

(imagem: reprodução)

Os integrantes da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados aprovaram na última quarta-feira (5) a criação da subcomissão especial para acompanhar a questão indígena no Brasil. De acordo com o deputado Elizeu Dionizio (SD-MS), que solicitou a criação do colegiado, a subcomissão vai ser uma importante contribuição para resolver os impasses que envolvem a maioria dos 900 mil índios do Brasil.

No Mato Grosso do Sul, por exemplo, atualmente os índios ocupam 91 propriedades rurais, sendo que em grande parte houve conflito com os proprietários. Os conflitos por terra são constantes, em julho 500 indígenas ocuparam três fazendas no município de Aquidauana para reivindicar a ampliação da reserva Taunay Ipegue. Esse litígio já dura três décadas e os fazendeiros estão proibidos de retirar o gado da área. Segundo o parlamentar, a situação pode causar um conflito a qualquer momento.

Em junho, equipes da Força Nacional tiveram de se deslocar para as áreas de conflito entre indígenas guarani-kaiowá e produtores rurais na região sul do estado para evitar novos embates na área.

Nos municípios de Aral Moreira, Coronel Sapucaia e Amambai cerca de 160 índios ocuparam três propriedades rurais para exigir a demarcação de terras indígenas. No dia 22 de junho, durante ocupação da fazenda Madama, localizada em Coronel Sapucaia, os índios entraram em confronto com proprietários rurais e tiveram de deixar a fazenda para evitar mortes. (pulsar/combate racismo ambiental)

Faça um comentário

26 − 25 =