Capes anuncia corte de 2.700 bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado


(foto: Arquivo Portal Periódico/Divulgação)

O desmonte na Educação promovido pelo governo de Jair Bolsonaro continua. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes) anunciou, na última terça-feira (4), o corte de mais duas mil e 700 bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado.

Os cortes atingem cursos com conceito nota três e valem para bolsas que seriam futuramente concedidas. O bloqueio não alcança estudantes que atualmente recebam o benefício.

Serão cortadas: duas mil 331 bolsas de mestrado, 335 de doutorado e 58 de pós-doutorado.

Com o segundo anúncio de cortes, a Capes reduziu um total de seis mil 198 bolsas, desde que Jair Bolsonaro assumiu a presidência. O novo bloqueio significa uma redução de quatro milhões de reais em 2019 e, até 2020, deve representar 35 milhões.

A Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), por meio de nota, fez críticas à decisão. “O novo corte da Capes afetará principalmente Norte e Nordeste, áreas com maior número de cursos 3 e 4, devido às maiores dificuldades financeiras. A medida agrava ainda mais a concentração da pesquisa no centro-sul e perpetua as desigualdades regionais do país”, afirmou a nota. (pulsar/revista fórum)

Faça um comentário

56 − = 52