Camponês é encontrado morto em estrada de Santa Isabel do Pará


Katison de Souza foi visto pela última vez indo para a casa do pai na comunidade onde mora  (Foto: MPA)

Katison de Souza foi visto pela última vez indo para a casa do pai na comunidade onde mora (Foto: MPA)

Militante do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Katison de Souza, de 39 anos, foi encontrado morto em uma estrada dentro da comunidade 13 de Agosto, onde mora com a família, no município de Santa Isabel do Pará, na região metropolitana de Belém (PA).

Segundo Mateus Pinheiro, de 21 anos, também integrante do MPA, Katison estava indo para a casa do pai, na mesma comunidade, antes de ser encontrado morto.

O camponês Augusto Nascimento, morador da 13 de Agosto e integrante do MPA, afirmou ao Brasil de Fato que a Polícia Civil já está apurando o caso. Ele conta que Katison vinha recebendo ameaças de morte por conta da disputa pela terra na região.

Segundo Nascimento, 27 famílias vivem na comunidade e há cerca de cinco anos ocupam uma área conhecida como Fazenda da Granja Kitagawa. Nascimento conta que a terra não tem produção, estava abandona e servia apenas para ser espaço para violência e esconderijo para assaltantes.

Na segunda-feira (4), a Comissão Pastoral da Terra (CPT) lançou a trigésima terceira edição do relatório anual Conflitos no Campo Brasil e, de acordo com o balanço de assassinatos políticos no campo, foram registradas 71 mortes em 2017, 31 delas em situação de massacre. Entre as chacinas, cinco foram decorrentes de conflitos por terra, água ou trabalho no campo.

A reportagem do Brasil de Fato entrou em contato com a delegacia da polícia civil em Santa Isabel do Pará, mas o delegado de plantão não pôde comentar o caso porque disse não estar a par da situação.

Em nota, o MPA afirma que o “Katison foi mais uma vítima da violência no campo”. (pulsar/ brasil de fato)

Faça um comentário

18 − = 11