Atletas e treinadores reivindicam reconstrução de estádio de atletismo no Rio


 

(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

No último domingo (11), treinadores e atletas realizaram a II Corrida e Caminhada de Confraternização pela Reconstrução do Estádio de Atletismo Célio de Barros, no Rio de Janeiro. A data marca um um ano e quatro meses do fechamento do principal estádio de atletismo do Brasil. O espaço servirá à Federação Internacional de Futebol (Fifa) durante a Copa do Mundo e a promessa é que a reconstrução comece após o Mundial.

Em meio ao processo de preparação para as Olimpíadas de 2016, os atletas cariocas perderam o mais tradicional estádio de atletismo do Brasil desde o dia 9 de janeiro de 2013. A pista acabou sendo destruída durante a reforma do Maracanã e a proposta do governo do estado, em parceria com a iniciativa privada, era a construção de um shopping.

No entanto, após as manifestações populares o então governador Sérgio Cabral voltou atrás e prometeu sua reconstrução e reabertura. Dez meses já se passaram e o local permanece fechado, servindo de estacionamento para carros em dias de jogos no Maracanã. O Célio de Barros era o único estádio do Rio de Janeiro onde todas as modalidades do atletismo podiam ser praticadas. (pulsar/comitê rio copa e olimpíadas)

 

Faça um comentário

+ 88 = 89