Atingidos por rompimento de barragem da Samarco fecham rodovia em Mariana


A rodovia MG 129 foi bloqueada em protestos de moradores, no interior mineiro (foto: mab)

A rodovia MG 129 foi bloqueada em protestos de moradores, no interior mineiro (foto: mab)

Moradores atingidos pela Barragem de Fundão, na região do município de Mariana, Minas Gerais, ocuparam a rodovia MG 129 na madrugada desta sexta-feira (14). Eles protestaram contra a mineradora Samarco (Vale e BHP), pois estão há um ano e oito meses sem projeto definitivo de reassentamento das casas devastadas pela lama gerada pelo rompimento da barragem na tragédia ocorrida em novembro de 2015.

Marta Peixoto Mól, uma das moradoras da comunidade de Paracatu de Baixo, disse que a decisão de fechar a pista foi para visibilizar a situação de falta de moradia que as pessoas vivem por conta do crime ambiental.

As famílias que participaram do protesto fazem parte do Movimento dos Atingidos por Barragens e vivem nos distritos de Bento Rodrigues, Pedras, Paracatu, Campinas e Ponte do Gama. (pulsar/brasil de fato)

Faça um comentário

3 + 5 =