Atingidos por barragens realizam protesto simultâneo no Rio de Janeiro e em Brasília


protesto realizado pelos atingidos no Rio de Janeiro (foto: MAB)

protesto realizado pelos atingidos no Rio de Janeiro (foto: MAB)

Na manhã desta quarta-feira (26), atingidos por barragens realizaram dois protestos simultâneos nas cidades do Rio de Janeiro e Brasília para reivindicar uma política nacional de direitos e denunciar os possíveis aumentos das tarifas de energia elétrica para o próximo ano.

Em Brasília, o movimento reuniu cerca de 300 atingidos que ocuparam a frente da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para denunciar interesses empresariais que dominam a instituição.

Além da ocupação, os manifestantes também entregaram uma carta pedindo o cancelamento do leilão da Usina Hidrelétrica de Três Irmãos, localizada em Andradina, interior de São Paulo. Antes a Usina era controlada pela estatal Companhia de Energia de São Paulo (Cesp), após o vencimento do contrato de concessão a Três Irmãos foi devolvida à União. No entanto, o governo através da ANEEL marcou para a próxima sexta-feira (28) o leilão da Hidrelétrica na bolsa de valores de São Paulo.

Já no Rio de Janeiro, aproximadamente 200 atingidos vindos da região serrana do estado, além de Minas Gerais e São Paulo, caminharam da estação Botafogo em direção ao prédio de Furnas, empresa pública de geração e transmissão de energia, para reivindicar uma política de direitos.

Segundo o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB),  os manifestantes reivindicam a aprovação da Política Nacional de Direitos das Populações Atingidas por Barragens (PNAB) que define um conceito de atingido, as devidas formas de reparação como indenização, reassentamentos e benfeitorias, um órgão estatal responsável por questões relativas aos atingidos e por fim, o financiamento do estado para viabilizar a Política Nacional destinada à população afetadas por barragens.

As ações fazem parte da Jornada de Lutas de Março, quando milhares de atingidos saem às ruas em todo o mundo para cobrar seus direitos. (pulsar/ mab)

Faça um comentário

+ 54 = 60