Ataques de ódio e xenofobia pelas redes sociais podem ser denunciados para o MPF


(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

Após o resultado das eleições e a vitória de Dilma Rousseff, uma onda de comentários preconceituosos e xenofóbicos se espalhou pelas redes sociais. O Nordeste foi o principal alvo das ofensas de internautas inconformados com a perda do candidato Aécio Neves.

Um levantamento realizado pela ONG SaferNet Brasil, apontou que houve um aumento de 342,03 por cento nas denúncias de racismo e crimes semelhantes na internet no último domingo (26), em comparação com o primeiro turno. As denúncias contra essa onda de ataques envolveram 305 novas páginas (sites, blogs, Twitter ou Facebook), enquanto no dia 5 de outubro, foram 69 ocorrências denunciadas.

Como tentativa de mobilizar e facilitar o acesso de reunir essas manifestações de ódio pelo Facebook e Twitter, um grupo criou o tumblr ‘ esses nordestinos‘ , que desde o primeiro turno das eleições tem reunido agressões e ataques à população do Nordeste. O objetivo da página é reunir provas e fornecer dicas de como denunciar diretamente para o Ministério Público Federal (MPF) os casos de xenofobia.

As discriminações contra nordestinos durante as eleições presidenciais são consideradas crimes nos artigos 286 e 287 do Código Penal e para contactar o MPF para registrar uma queixa, basta entrar no sistema de denúncia online do Ministério e preencher o formulário disponível na sala de atendimento ao cidadão. (pulsar)

Faça um comentário

− 2 = 1