Assentados do Milton Santos ocupam o prédio do Incra em São Paulo


(Marcha realizada em dezembro de 2012 pela permanência das famílias na área Foto: João Zinclar)

Na terça-feira (15), 70 famílias e apoiadores do Assentamento Milton Santos, localizado em Americana e Cosmópolis, ocuparam o prédio do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em São Paulo. A ocupação denuncia o possível despejo das famílias.

Também exige da presidenta Dilma Rousseff que assine o decreto de desapropriação por interesse social. Desde junho de 2012, as famílias do Milton Santos sofrem a ameaça de despejo da área.

Na quarta-feira (9), o Incra recebeu a notificação judicial exigindo que as famílias desocupem a área em no máximo 15 dias. Caso insistam em permanecer, a determinação da Justiça autoriza o uso da força policial estadual e federal para concretizar o despejo.

Segundo o coletivo de comunicação do Assentamento Milton Santos, “várias medidas judiciais foram tomadas e representantes do governo federal se comprometeram a não despejar as famílias. Entretanto nenhuma medida efetiva foi realizada”.

As famílias, que ocupam a área desde 2005, acreditam que a única medida eficiente para impedir o despejo é a desapropriação por interesse social, por isso pedem a intervenção do governo federal. (pulsar)

Faça um comentário

7 + 3 =