Após intensificação de disputa de terra no Mato Grosso do Sul, governo decide mediar conflito


(foto: Alan Marques/Folhapress)

(foto: Alan Marques/Folhapress)

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciou  na última quarta-feira  (2) que um grupo formado por representantes dos governos federal e de Mato Grosso do Sul vai dialogar com lideranças indígenas e produtores rurais para conter os conflitos fundiários no estado.

Cardozo esteve em Campo Grande, onde foi para tratar das disputas entre índios e fazendeiros, que se intensificaram semana passada. O ministro afirmou que fará a mediação desde que os conflitos  tanto na perspectiva dos indígenas, quanto dos fazendeiros cessem.

No sábado (29), um índio foi morto no município sul-mato-grossense Antônio João. Segundo o Conselho Missionário Indígena (Cimi), o crime ocorreu quando um grupo de fazendeiros tentou retomar à força, e por conta própria, terras ocupadas por indígenas desde agosto. Outros dez  índios, entre crianças, ficaram feridos, conforme as lideranças.

Cardozo informou que o governo não aceitará ofensas à lei. Segundo ele, aqueles que praticarem delitos serão responsabilizados  por isso. O ministro ressaltou que as forças de segurança estão autorizadas a agir na forma da  lei e com máximo rigor.(pulsar)

*Informações da Agência Brasil

Faça um comentário

47 − = 43