América é região mais violenta do planeta e Brasil possui 11 cidades entre as 30 com as maiores taxas


(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

Na última quinta-feira (10), o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime apresentou um levantamento sobre as taxas de homicídio ocorridas no planeta em 2012. Com base nos números fornecidos por 219 países, a conclusão é que as Américas são as regiões mais violentas do planeta. De todos os 473 mil homicídios do relatório, 36% foram registrados na América Norte, Central ou Sul.

O índice de assassinatos nas Américas supera o da África, que contabilizou 31%, e da Ásia, que registraram no mesmo período 28%.  Na outra ponta estão Europa, com 5% e Oceania com 0,3%. A liderança das Américas e da África se deve principalmente às taxas registradas na América Central e no sul do continente africano. Enquanto a taxa de homicídios global é de 6,2 por 100 mil habitantes, essas duas regiões têm quatro vezes mais assassinatos.

De acordo com o relatório, quase 750 milhões de pessoas vivem em países com as maiores taxas do mundo. Ou seja, quase metade de todos os homicídios ocorre em países que concentram apenas 11% da população mundial. Por outro lado, três bilhões de pessoas vivem em países da Europa, Ásia e Oceania, onde as taxas de homicídios são relativamente mais baixas.

Ainda segundo o documento, das 30 cidades mais violentas do planeta, 11 são brasileiras. Além de Maceió, que ocupa a quinta posição, também estão na lista Fortaleza, João Pessoa, Natal, Salvador, Vitória, São Luís, Belém, Campina Grande, Goiânia e Cuiabá. (pulsar/carta capital)

Faça um comentário

84 − 79 =