AMARC Uruguai questiona condições do chamado para TV digital comunitária


AMARC Uruguai questiona condições para TV comunitária digital (imagem: cultmidia)

A Associação Mundial de Rádios Comunitárias (AMARC) no Uruguai questionou se a convocatória para TV comunitária digital estaria “consistente com a realidade da televisão comunitária.”

De acordo com a organização, “as condições impostas e a inexistência de políticas de promoção do setor comunitária impossibilita a democratização dos meios de comunicação”. De acordo com a AMARC Uruguai o conteúdo da  convocatória  “não respeita a Lei 18.232, do Serviço de Radiodifusão Comunitária”.

A associação também rejeitou “a transferência direta de mais de um sinal para cada um dos atuais operadores de televisão comercial.” O poder Executivo uruguaio informou na semana passada que foi autorizado a convocar interessados na prestação de serviço comunitário de TV digital em Montevidéu.

Já foram elaborados os termos e condições da convocatória dirigida às associações civis sem fins de lucro reconhecidas pelo Ministério da Educação e Cultura. (pulsar)

Faça um comentário

41 − 31 =