Governo do Equador irá retirar concessão de 55 emissoras de rádio e televisão


Equador vai tirar concessão 55 rádios e tvs (fotos: agenciapulsar)

Equador vai tirar concessão 55 rádios e tvs (fotos: agenciapulsar)

Funcionários do governo equatoriano explicaram que tais meios não têm respeitado as disposições da nova lei promulgada em junho. Um dos requisitos é que os meios de comunicação que possuam a concessão de uma série de frequências, tenham que apresentar uma declaração juramentada para o governo equatoriano.

Nesta declaração, os veículos devem certificar que, nos últimos dois anos, estão fazendo uso da frequência diretamente com seu próprio nome. O Ministro das Comunicações do Equador, Jaime Guerrero, revelou que, até agora, mais de 50  rádios e quatro redes de televisão não cumpriram essa regra.

Guerrero afirmou que as frequências dos meios de comunicação serão removidas em “um curto espaço de tempo”. O Conselho Regulador da Comunicação (Cordicom) será responsável por executar a reversão de freqüências de rádio e televisão. Para Patricio Barriga, presidente da Cordicom, alcançar “a democratização da mídia passa por uma desconcentração da mesma.”

Ele ainda criticou o fato da “ concentração dos meios de comunicação não ter favorecido à democracia e se concentrado nas receitas publicitárias”. Barriga ainda  disse que no Equador esses meios foram responsáveis por “instalar uma agenda de informações guiada por interesses apenas particulares”. (pulsar)

Faça um comentário

42 − = 33