Prefeitura carioca impede entrada de moradores em reunião sobre a comunidade Vila Autódromo


Moradores lutam contra remoção da Vila Autódromo (foto:canalibase)

Moradores lutam contra remoção da Vila Autódromo (foto:canalibase)

O prefeito Eduardo Paes se recusou a receber todos os moradores da comunidade de Vila Autódromo em reunião realizada neste domingo (6) no Rio Centro. Moradores questionam a proposta da Prefeitura que mantém apenas 150 famílias das cerca de 500 que vivem na comunidade na localizada Zona Oeste do Rio de Janeiro. Casas estão ameaçadas de remoção devido a construção do Parque Olímpico.

A proposta do município é levar as famílias que moram na beira da Lagoa de Jacarepaguá e nas áreas que darão acesso ao Parque Olímpico para o conjunto habitacional Parque Carioca, na Estrada dos Bandeirantes, a um quilômetro da Vila. No entanto, muitos moradores se recusam a deixar a comunidade.

Há quase dois meses técnicos da UFF e da UFRJ e os moradores estão se reunindo com a Prefeitura para encontrar uma solução para o local. As duas Universidades Federais assessoraram os moradores na produção de um Plano de urbanização que propõe a permanência da Vila sem afetar os Jogos Olímpicos. De acordo com os pesquisadores, a restruturação do bairro ficaria muito abaixo dos 105 milhões de reais que serão investidos para a construção do Parque Carioca.

Enquanto era organizado um ato junto de  movimentos sociais na Associação de moradores da comunidade neste domingo, o Prefeito se reuniu apenas com parte da comunidade e impediu a entrada de entidades, como a Anistia Internacional, e de moradores que resistem à remoção, assim dos  técnicos das universidades.

A proposta da Prefeitura não considerou o Plano Popular feito pelos moradores e técnicos. Além de prever a remoção de casas para construção de vias de acesso ao Parque Olímpico, as que permanceriam no local estariam cercadas por pistas de alto nível, dificultando o acesso às casas. Já no Plano Popular, essa pista seria do mesmo nível da comunidade e atingiria um mínimo de casas. (pulsar)

 

Faça um comentário

47 − = 42