Comitê criado para monitorar preços de serviços durante a Copa se reunirá nesta quinta-feira


copa-moneyO comitê interministerial criado pela presidenta Dilma Rousseff para monitorar preços e qualidade dos serviços durante a Copa do Mundo de 2014 irá se reunir pela primeira vez nesta quinta-feira (24).

A ministra-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Gleisi Hoffmann, que coordenará o comitê, afirmou que vão utilizar todos os instrumentos à disposição do Estado “para garantir a defesa dos direitos do consumidor”. De acordo com Gleisi, o governo não pode interferir, por exemplo, nos valores das passagens aéreas, mas abusos não serão permitidos.

Na semana passada, agências de notícias divulgaram que preço das passagens aéreas de Porto Alegre para outras cidades-sedes, nas datas do mundial, será até 577% mais alto do que o cobrado um mês antes. O jornal Folha de S. Paulo apontou que o trecho entre a capital paulista e o Rio custaria quase o mesmo que viajar a Nova York.

De acordo com com levantamento feito pelo site de reservas RBS Notícias, o setor hoteleiro de Porto Alegre também seguiu o exemplo das companhias aéreas, aumentarando o preço das diárias em quase sete vezes durante o período do evento.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, terá atuação importante no comitê. Ele fará um monitoramento para mapear possíveis abusos, que serão coibidos utilizando mecanismos previstos na legislação de defesa do consumidor.

De acordo com a Agência Brasil, o Ministério da Justiça também entrará em contato com os Procons das 12 cidades-sede do Mundial para fazer um diagnóstico detalhado dos preços e qualidades dos serviços prestados em hotéis, restaurantes, aeroportos e outros setores. (pulsar)

 

Faça um comentário

80 + = 89