Cerca de duas mil famílias estão sendo desapropriadas devido às obras da Copa em Pernambuco


Campanha denuncia desapropriações por conta da Copa em Pernambuco (foto: campanha)

Campanha denuncia desapropriações por conta da Copa em Pernambuco (foto: campanha)

Aproximadamente duas mil famílias estão sendo desapropriadas em Recife devido às obras da Copa do Mundo de 2014. O valor da indenização oferecida pelo governo não está sendo suficiente para que esses moradores possam refazer suas vidas em outro lugar.

Uma campanha busca fazer o governo mudar de posição, alertando para a violação de direitos humanos que moradores da capital pernambucana, e dos municípios de São Lourenço da Mata e Camaragibe, estão sofrendo.

Intitulada “Nós Valemos Mais”, a campanha promove ações como colagem de adesivos e graffitis nas casas ameaçadas. No dia 6 de outubro, placas simbolizando as habitações foram colocadas na Orla de Boa Viagem, em Recife.

O Comitê Popular da Copa de Pernambuco vem alertando para as violações e impactos negativos do Mundial no estado. O dossiê, lançado em 2011 aponta para a falta de diálogo do poder público e das empresas com a população afetada pelas obras, assim como a ausência de um plano habitacional adequado para as famílias que fossem desapropriadas.

Também denunciam o processo de flexibilização de leis e o baixíssimo valor das indenizações  em um momento em que a cidade sofre com a especulação imobiliária. Mais informações da campanha podem ser acessadas no facebook onde também se encontram relatos das pessoas atingidas. (pulsar)

Faça um comentário

+ 3 = 12