Se qualidade melhorasse, 80% das pessoas trocariam o carro pelo transporte público


Trânsito em São Paulo (Oswaldo Corneti/Fotos Públicas)

Trânsito em São Paulo (Oswaldo Corneti/Fotos Públicas)

Na cidade de São Paulo, oito em cada dez pessoas trocariam o veículo particular pelo transporte público se a qualidade do serviço fosse melhor. A conclusão é de uma pesquisa da Rede Nossa São Paulo sobre mobilidade urbana. Segundo o estudo, o carro ainda é o meio de transporte mais usado pelos paulistanos.

O estudo também aponta que 47 por cento dos paulistanos usam ônibus para se locomover. É o meio de transporte mais utilizado na cidade, o que não quer dizer que os usuários estejam satisfeitos com o serviço, pelo contrário, para a maioria dos entrevistados a tarifa é alta e a qualidade é ruim.

Em entrevista à repórter Vanessa Nakasato, da TVT, o aposentado Elier Elias dos Santos critica que os ônibus são sucateados e que as pessoas idosas têm dificuldade para entrar, pois as plataformas são muito altas.

Flavio Siqueira, do projeto Cidade dos Sonhos, lembra que muitas pessoas deixam de sair de casa só pelo preço do ônibus e metrô. Mais da metade da população que vive em São Paulo, deixa de visitar parentes e amigos, parques e cinemas, por conta do valor da passagem.

Os dados da pesquisa foram debatidos na última quinta-feira (21), em um encontro que reuniu representantes do poder público e especialistas em mobilidade urbana.  O ativista Flavio Siqueira afirma que a pesquisa é tão rica, tem tantas informações  que é necessário estimular o debate para que se use os resultados dela para pressionar o governo, a prefeitura e a Câmara dos Vereadores, para que implemente políticas públicas prioritárias do transporte, para a mobilidade urbana na cidade de São Paulo. (pulsar/rba)

Faça um comentário

+ 58 = 63