Rio: mortes violentas crescem 26% de dezembro para janeiro


(Foto: agência brasil)

A letalidade violenta, ou seja, as mortes violentas provocadas por agressão intencional, cresceu 26 por cento de dezembro de 2018 para janeiro deste ano. Segundo o Instituto de Segurança Pública (ISP), órgão oficial do governo fluminense, foram registrados 563 homicídios dolosos, latrocínios, lesões corporais seguidas de morte e mortes por intervenção de policiais em janeiro deste ano, contra as 447 de dezembro.

Na comparação com janeiro de 2018, no entanto, houve uma queda de 14 por cento, já que naquele período haviam sido registradas 654 vítimas.

Analisando-se apenas o homicídio doloso, que é um dos tipos de letalidade violenta, foram 386 casos, um aumento de 173 por cento em relação às 141 vítimas de dezembro. Apesar disso, houve queda de 18 por cento em relação a janeiro de 2018. Este foi o mês de janeiro com o menor número de casos dos últimos sete anos e o segundo menor dos últimos 28 anos, de acordo com o ISP.

O número de mortes provocadas por policiais, no entanto, cresceu de 157 em janeiro de 2018 para 160 em janeiro deste ano.

Os roubos de veículos caíram um por cento em relação a dezembro e 28 por cento na comparação com janeiro de 2018. Já os roubos de carga tiveram quedas de seis por cento e de 24 por cento, respectivamente.

Os roubos de rua, que somaram 11.230 casos em janeiro deste ano, cresceram 15 por cento na comparação com dezembro e três por cento em relação a janeiro do ano passado. (pulsar)

*Informação da Agência Brasil

Faça um comentário

55 − = 51