Primeira reunião da CPI dos ônibus no Rio é cancelada; manifestantes permanecem ocupando a Câmara


1146301_1408655436013373_1254054633_o

Manifestantes ocupam a Câmara ds vereadores no Rio de Janeiro (foto: rionarua)

A sessão inaugural da Comissão Parlamentar de Inquérito sobre transporte público no Rio de Janeiro, a CPI dos Ônibus que ocorreria hoje (13),  foi adiada. A suspensão foi pedida pelo vereador Eliomar Coelho (PSOL). A Câmara está ocupada por 12 manifestantes desde a última sexta-feira (9).

Dentre os motivos apontados pelo adiamento da primeira sessão está a ausência de deliberação dos integrantes da CPI quanto à estratégia de trabalho a ser adotada. De acordo com o pedido de Eliomar, a escolha dos participantes sem um planejamento anterior prejudicaria a linha de investigação.

Os protestos começaram na sexta-feira (9), quando Chiquinho Brazão (PMDB) e Professor Uóston (PMDB) foram eleitos presidente e relator da CPI, respectivamente. Eles mais quatro vereadores não haviam assinado o requerimento para a criação da comissão.

Diante disso, os manifestantes reivindicam a anulação da sessão de instalação da última sexta e a renúncia dos outros quatro integrantes da CPI dos Ônibus. Também exigem a participação exclusiva para os vereadores que assinaram a instalação da comissão e a criação de uma Comissão Popular Parlamentar. Na escadaria da frente da Câmara, no centro da cidade do Rio, outra dezena de manifestantes montaram barracas em apoio à ocupação. (pulsar)

Faça um comentário

68 − = 67