Grupo cultural ocupa imóvel público em Belo Horizonte


Grupo cultural ocupou o casarão em BH (foto: divulgação)

Grupo cultural ocupou o casarão em BH (foto: divulgação)

Um grupo diverso de pessoas iniciou a ocupação de um casarão abandonado em Belo Horizonte para a criação de um espaço cultural. No último sábado (26) realizaram intervenções artísticas em frente ao prédio, no Santa Efigênia, na região Leste da cidade.

O imóvel é propriedade da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais. Segundo informações de Victor Diniz, assessor do movimento, o casarão público está abandonada há 30 anos. A ideia é reativá-lo, movimentando o espaço com programação cultural variada.

O local, batizado de espaço comum Luiz Estrela,  será administrado coletivamente. As decisões a respeito do uso do espaço e a programação cultural serão determinadas em assembleias gerais.

A escolha do nome de batismo do local é uma homenagem ao morador e poeta de rua Luiz Estrela, assassinado recentemente. Ele integrava o grupo Gangue das Bonecas que discutia gênero e diversidade sexual.

O casarão foi inaugurado em 1913 para receber o Hospital Militar da Força Pública Mineira, primeiro Hospital Militar de Belo Horizonte. O ex-presidente Jucelino Kubitschek foi um dos médicos que trabalharam no hospital. (pulsar)

Faça um comentário

+ 88 = 91