O legado do atleta Edson Rezende: ciclista que teve a vida interrompida pela violência no trânsito


Luciano da Rosa e Edson Rezende durante a Paraolimpíada de Toronto em 2015. (foto: divulgação)

Edson Rezende, 33 anos. Ciclista integrante da equipe do Avaí FC e da Seleção Brasileira de Ciclismo. Mais uma vítima da violência no trânsito brasileiro. No dia três de maio deste ano, Rezende e o paraciclista e deficiente visual Orides Lima foram atropelados por um caminhão enquanto treinavam numa bicicleta de dois lugares na BR 101, em São José, Santa Catarina. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o motorista fazia uma “manobra ilegal”. 

Três dias antes os atletas haviam vencido a etapa disputada em Brasília da Copa Brasil de Ciclismo. Os atletas estavam em treinamento e almejavam a classificação para representar o Brasil nos Jogos Parapan-Americanos de 2019, em agosto no Peru. 

Com a participação de Daiane Gomes, companheira de Edson, e Luciano da Rosa, ciclista deficiente visual, o programa Bicicleta e Companhia apresenta o legado de vida e vitória de Edson Rezende, conhecido como Edinho. 

Natural de São Paulo, Edson Rezende cresceu na periferia e aos 16 anos se transferiu, primeiro, para a cidade de Concórdia, em Santa Catarina, quando iniciou carreira profissional pelo Paraná Clube conquistando títulos nacionais. Depois, convidado pelo Avaí Futebol Clube, Edinho passou a integrar a equipe de ciclistas do clube alcançando títulos individuais e premiações no Brasil e exterior. 

No Avaí, o ciclista passou a integrar também a equipe de paraciclismo pedalando como  guia de deficientes visuais numa bicicleta Tandem (bike pedalada por dois atletas). Em alguns anos passou a fazer parte da equipe brasileira.

Em 2015, Edinho e Luciano da Rosa conquistaram uma medalha de bronze inédita para o Brasil nos jogos Parapan-americanos de Toronto, no Canadá.

Na cidade de São José, Edinho também criou e desenvolveu junto com seu treinador Diones Chinellato o projeto Ciclista Cidadão, destinado a ensinar crianças e idosos a pedalar. Em Florianópolis apoiava e participava de eventos com o mesmo objetivo.

O programa traz também as preocupações de Edinho com a segurança de ciclistas nas ruas, a falta de infraestrutura cicloviária e de treinamento para ciclistas profissionais, sua alegria e seu amor pela vida.

O Bicicleta e Companhia é uma mídia sonora para rádio e podcast, produzida por estudantes de comunicação da Universidade Federal Fluminense (UFF). As produções são livres, e podem ser reproduzidas à vontade em espaços públicos ou em rádio comunitária. A Pulsar Brasil é uma das parceiras da iniciativa junto com a Rádio Pedal Sonoro.

Acompanhe a página do Facebook Bicicleta e Companhia. Para dúvidas e sugestões, mande um WhatsApp para (21) 99803 6270. (pulsar)

Audios:

Faça um comentário

6 + 4 =