Viúva do pedreiro Amarildo é encontrada em Cabo Frio (RJ)


(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

Após denúncia do desaparecimento da viúva do pedreiro Amarildo Dias de Souza, Elisabeth Gomes da Silva entrou em contato nesta quinta-feira (11) com familiares e avisou que está em Cabo Frio, na Região dos Lagos, Rio de Janeiro. A informação foi divulgada pelo advogado da família, João Tancredo.

Beth, como é chamada por amigos, estava desaparecida há dez dias. A família, depois de relutar, registrou o caso no 11º Distrito Policial (DP) da Rocinha. Ela teria saído de casa no dia 30 de junho e desde então ninguém havia recebido notícias. A família pretende buscá-la nesta sexta-feira (11).

Na próxima segunda-feira (14), a morte de Amarildo completa um ano. O pedreiro morreu após ser torturado por policiais militares na base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha, favela que fica na zona sul do Rio de Janeiro. Ao todo, 25 policiais militares foram processados e denunciados por tortura seguida de morte, 17 por ocultação de cadáver, 13 por formação de quadrilha e quatro por fraude processual. Entre esses, 12 estão presos e 13 respondem o processo em liberdade. O julgamento dos acusados ainda não tem data para acontecer. (pulsar/revista fórum)

Faça um comentário

+ 68 = 78