Vereadores aprovam cinco projetos de autoria de Marielle Franco


Marielle Franco (foto: Renan Olaz/CMRJ)

A Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro aprovou, nessa terça-feira (14), em votação definitiva, cinco projetos de lei de autoria da vereadora Marielle Franco, assassinada junto com o seu motorista Anderson Gomes em 14 de março.

No dia em que foi completado cinco meses do crime, parlamentares aprovaram também o projeto de resolução que dá o nome da vereadora à tribuna da Casa.

Em votação que contou com a torcida de manifestantes nas galerias e a presença da viúva de Marielle, Mônica Benício, parlamentares aprovaram as matérias de interesse da vereadora.

Entre as propostas aprovadas estão a criação do Espaço Coruja, programa de acolhimento às crianças no período da noite para que pais e responsáveis possam trabalhar ou estudar; a criação de uma Campanha Permanente de Conscientização e Enfrentamento ao Assédio e Violência Sexual e a criação do Dossiê Mulher Carioca, para auxiliar a formulação de políticas públicas voltadas para mulheres.

Também foram aprovadas a implementação de medidas socioeducativas para adolescentes em meio aberto e a inclusão no calendário oficial da cidade do Dia de Thereza de Benguela, como celebração adicional ao Dia da Mulher Negra, em homenagem à líder quilombola.

Os projetos seguem para a sanção ou veto do prefeito Marcelo Crivella.

Marielle também recebeu outra homenagem na data que marca os cinco meses do seu assassinato. A Concha Acústica do Campus Maracanã, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, também foi batizada com o nome da parlamentar. (pulsar)

*Informação da Radioagência Nacional

Faça um comentário

− 3 = 7