Territórios indígenas e bens naturais foram os temas centrais do Pré-Fórum Social Pan-Amazônico em Tarapoto


Mulheres indígenas em atividade durante o Pré-Fórum- Panamazônico (foto:Foro Social Panamazónico Perú)

Mulheres indígenas em atividade durante o Pré-Fórum Social Panamazônico (foto:Fórum Social Panamazônico Peru)

A titulação de terras, o respeito às mulheres e o direito à consulta prévia dos povos indígenas foram alguns dos pontos reforçados na declaração final do pré Fórum Social Pan-Amazônico que ocorreu nos dias 28 e 29 de outubro em Tarapoto, no Peru.

O evento reuniu cerca de 450 delegados de 19 regiões do país. O objetivo do encontro é a articulação do Fórum Social Pan-Amazônico que vai ocorrer no final de abril de 2017, também em Tarapoto.

Os debates atravessaram dois temas principais: o direito ao território e os bens naturais. A voz e a luta das mulheres indígenas pela igualdade teve muito destaque no encontro. Gladys Vila, da etnia Quechua e presidente da Organização Nacional de Mulheres Indígenas e Amazônicas do Peru (ONAMIAP), conta que sua organização luta por políticas públicas para garantir o acesso à terra pelas mulheres indígenas.

Ela explica que no processo de titulação dos territórios indígenas coletivos, o título sempre fica em nome dos homens, por isso, defendem a criação e uma diretriz especial no processo de titulação, que garanta a igualdade entre homens e mulheres no acesso à terra.

Muitas comunidades denunciam o avanço de grandes empresas mineradoras e petroleiras que afetam os recursos naturais, trazendo impactos diretos às comunidades amazônicas, guardiãs desses bens naturais. Georgina Rivera, indígena awajún conta que em janeiro desse ano, sua comunidade, localizada em Chiriaco, sofreu um derrame que contaminou a água dos rios e de toda fauna e flora que o circunda. Ela lamenta não poder mais cultivar alimentos nas margens dos rios.

O Comitê organizador espera por mais de três mil pessoas de toda a amazônia e também de demais países da América do Sul para o encontro que ocorrerá em abril do próximo ano. (pulsar)

Audios:

Faça um comentário

39 + = 49