No Rio, exposição ‘Favela Olímpica’ retrata moradores atingidos pelas remoções


(foto: Marc Ohrem-Leclef)

(foto: Marc Ohrem-Leclef)

Uma nova exposição de arte no Rio de Janeiro explora os efeitos das remoções forçadas em preparação para os próximos Jogos Olímpicos. O projeto “Favela Olímpica” do fotógrafo Marc Ohrem-Leclef inclui uma coleção de fotografias e um documentário. O filme foi lançado no Studio-X do Rio, no último dia 21 e também já foi exibido na Vila Autódromo.

O projeto de quatro anos conta a história de moradores de favelas que foram alvos das remoções no período de preparação para as Olimpíadas de 2016. Entre as comunidades fotografadas estão aVila Autódromo, Vila União de Curicica, Santa Marta, Estradinha e Providência.

O documentário segue vários moradores da Vila Autódromo antes da remoção e captura a dor e desafio entre as diferentes gerações de uma comunidade.

Marc proporciona um retrato muito humano do processo de remoção e muitas vezes o devastador impacto que tem sobre a vida das pessoas. A exposição está aberta ao público no Studio-X, na Praça Tiradentes, até o próximo dia 26 de fevereiro. (pulsar/rio on watch)

Faça um comentário

29 + = 37