No Haiti, mais uma vez eleições parlamentares são adiadas


(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

A população haitiana saiu às ruas da capital Porto Príncipe e diversas outras localidades para protestar contra o adiamento das eleições legislativas e municipais que ocorreriam no último domingo (26). Os mandatos de um terço dos senadores expiraram em maio de 2012. Em janeiro de 2015, mais um terço dos senadores e deputados ficarão sem cargos. A Organização das Nações Unidas (ONU) tem ressaltado a necessidade de condução do processo antes que o Parlamento seja dissolvido.

As eleições locais e municipais e a votação para o Senado no Haiti vêm sendo adiadas desde 2011. O cancelamento do pleito de domingo já era esperado porque a lei eleitoral está bloqueada no Senado há 200 dias por diferenças políticas entre governo e oposição.

Diante deste cenário, são constantes as manifestações de descontentamento e até pedidos de impeachment do presidente Michel Martelly. Os manifestantes portavam as cédulas de votação e carregavam cartazes com desenho dos óculos do ex-presidente Jean-Bertrand Aristide, mantido em prisão domiciliar enquanto aguarda investigação das denúncias de corrupção que pesam contra ele. (pulsar/brasil de fato)

Faça um comentário

+ 59 = 62