Moradores da Vila Autódromo protestam contra abusos da Prefeitura do Rio


(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

Na última quarta-feira (1), os moradores da Vila Autódromo, em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro, voltaram a denunciar a pressão que têm sofrido para abandonar a área onde vivem. A manifestação chegou a interditar a avenida Abelardo Bueno, uma das mais importantes da região.

Atualmente, 58 famílias permanecem na comunidade, localizada nos fundos do extinto Autódromo de Jacarepaguá, que deu lugar ao Parque Olímpico, complexo que será utilizado para diversas competições nos Jogos de 2016.

Os moradores denunciaram durante o ato que a prefeitura estaria cortando a energia, a água e os telefones da região. Ao deixar o terreno, muitas famílias foram encaminhadas para o condomínio Parque Carioca, a cerca de um quilômetro de distância.

Na semana passada, a prefeitura decretou que o terreno onde as famílias que protestaram nesta quarta-feira vivem é de utilidade pública, o que permite a ação de despejo. A área era do estado, mas foi cedida às famílias em 1993. Em resposta às acusações feitas pelos moradores, a prefeitura nega qualquer acusação de uso de violência e falta de respeito com os direitos das famílias da Vila Autódromo. (pulsar)

Faça um comentário

5 + 1 =