ELN, última guerrilha colombiana em atividade, declara cessar-fogo para segundo turno


(imagem: reprodução)

(imagem: reprodução)

A última guerrilha em ação na Colômbia, o ELN (Exército de Libertação Nacional), decretou cessar fogo unilateral para o segundo turno das eleições presidenciais que acontecem no próximo domingo (17). Atualmente o grupo armado está em diálogo com o governo para estabelecer um acordo de paz e deixar as amas definitivamente, como aconteceu com as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).

De acordo com um comunicado oficial do grupo divulgado nesta segunda-feira (11) nas redes sociais, haverá nova suspensão das operações militares a partir do dia 15 de junho até o dia 19 de junho.

No documento, o grupo guerrilheiro faz referência a seus esforços pela participação da sociedade no Grande Diálogo Nacional cujo objetivo é “por em marcha as transformações básicas e urgentes que requer o país, e de um novo cessar fogo, bilateral, temporal e nacional”.

Além disso, o grupo assegura que para alcançar este acordo só falta vontade política do governo.

Este é o segundo cessar fogo unilateral decretado pelo ELN. O primeiro aconteceu durante as vésperas do primeiro turno eleitoral, entre os dias 25 e 29 de maio. Por outro lado, o governo não tem dado respostas que também sinalizam para a paz. (pulsar/portal vermelho)

Faça um comentário

2 + 2 =