Defensoria Pública critica demolição de três casas na Vila Autódromo


(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

O coordenador do Núcleo de Terras da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, João Helvécio, criticou a demolição de três casas na Vila Autódromo, na manhã da última quinta-feira (11). Moradores da comunidade, localizada na zona Oeste do Rio, também questionam a ação.

A comunidade da Vila Autódromo fica ao lado do Parque Olímpico, principal área de competições das Olimpíadas, e começou a ser removida pela Prefeitura do Rio na preparação para os jogos.

O defensor público João Helvécio diz que não havia decisão judicial que respaldasse a derrubada de todas as casas. Ele afirma que uma decisão da 10ª Vara de Fazenda Pública, de 2 de fevereiro, determinou a demolição de apenas uma das casas.

Em uma das casas demolidas morava o presidente da Associação de Moradores, Altair Guimarães, que se mudou após a demolição da casa onde morava anteriormente, em agosto de 2015. Altair não estava em casa no momento da demolição, pois tinha viajado no carnaval, e ficou sabendo da ação pelos vizinhos.

Moradora da comunidade, Nathalia Silva conta que os moradores vivem em clima de incerteza e medo diante das ações. Para ela, a situação é de total insegurança. (pulsar)

*Com informações da Agência Brasil

 

Faça um comentário

− 1 = 6