Ativistas exigem comprometimento dos países com o meio ambiente


(foto: púlsar)

(foto: púlsar)

Em Lima, no Peru, mais de 15 mil pessoas participaram de uma manifestação pacífica para exigir mais comprometimento dos 196 países presentes na Conferência das Partes sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas (COP-20).

A Marcha em defesa da Mãe Terra contou com ativistas da Ásia, África, Europa e América. Os manifestantes questionaram a política extrativista mundialmente adotada que destrói os bens naturais e o ecossistema. O principal lema da manifestação ressaltou a importância de ‘mudar o sistema e não o clima’.

A COP-20 terminou no último domingo (14) com a aprovação do ‘rascunho zero’. O documento destaca a culpa histórica de emissões de gases-estufa, atribuindo aos países desenvolvidos mais responsabilidade.

O acordo climático traz medidas que devem ser adotadas pelas nações para evitar que a temperatura do planeta aumente mais que 2 graus Celsius até o final deste século. Além disso, o tratado servirá como base para a criação de um plano mundial contra o aquecimento global que será firmado em 2015, na França. (pulsar/ agencia púlsar)

Faça um comentário

8 + 1 =